Coerência cardíaca

18 de fevereiro de 20170Fisioterapia

Coerência cardíaca

18 de fevereiro de 2017 0
heart-health-1-1024x635.jpg
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O coração e a mente precisam andar em equilíbrio, descobertas sobre o funcionamento do coração associado ao cérebro emocional tem demonstrado a existência de uma conexão fisiológica entre esses dois órgãos do corpo. A esta comunicação equilibrada e harmônica entre o coração e o cérebro dá-se o nome de “coerência cardíaca”.

Coerência cardíaca é uma técnica criada pelo Institute HeartMath que descobriu que em situações de estresse, ansiedade, depressão ou cólera, o ritmo cardíaco torna-se “caótico”, ao contrário dos estados de bem-estar onde se mostra “coerente”. O ritmo cardíaco influi diretamente na pressão arterial, na respiração e também no funcionamento do sistema imunológico.

Conexão coração e mente

Dentro do coração existem 40 mil axônios que tem uma ligação direta com o cérebro emocional, em uma conexão estritamente íntima. O reflexo direto dessa intercomunicação do cérebro emocional com o coração é a variação dos batimentos cardíacos. Entre o nascimento, quando a variação é mais forte, e a proximidade da morte, mais baixa, o ser humano perde cerca de 3% da sua capacidade de variabilidade cardíaca. Existe uma variação considerada normal e saudável, que é sinal do bom funcionamento do “freio” e do “acelerador” do coração.

Estudos publicados no American Journal of Cardiology sobre ritmo cardíaco “coerente”, concluíram que um autocontrole da própria fisiologia, através de pequenos exercícios respiratórios, pode influenciar o ritmo cardíaco. Por meio desses exercícios respiratórios simples consegue-se evitar o “caos”, comum aos estados de estresse e depressivos. Pesquisadores do HeartMath, também mostram que uma simples lembrança positiva induz a uma rápida transição da variação cardíaca ao ritmo “coerente”. Na Inglaterra, 6.000 executivos de grandes empresas, como Shell, British Petroleum, Hewlett-Packard e Unilever, foram treinados para realizarem exercícios que os ajudassem a manter uma coerência cardíaca. O mesmo ocorreu nos EUA, com empregados da Motorola e funcionários do governo da Califórnia.

Outro estudo, da Academia Nacional de Ciências dos EUA, sugere que a coerência cardíaca favorece o equilíbrio hormonal: Após 1 mês de pratica de exercícios (30 minutos diários, cinco dias por semana) que promovem o ritmo coerente, a taxa de DHEA (dehidro-epi-androsterona), o chamado hormônio da juventude dobrou.

A inteligência do coração

A conexão com o coração provoca mudanças fisiológicas no corpo. Ocorre uma harmonia no ritmo cardíaco, um equilíbrio do sistema nervoso provocando uma regulação da pressão arterial e de outras glândulas e órgãos. Esta harmonização permite que os centros de percepção do cérebro processem as informações com mais eficiência, permitindo que novas soluções intuitivas alcancem a mente consciente. O termo intuição quando se usa coerência cardíaca tem um sentido diferente. Seria um processo de inteligência e compreensão que transcende os processos lineares lógicos do pensamento. É a faculdade do conhecimento direto, como se por instinto, sem raciocínio consciente. A intuição seria conhecimento puro, não transmitido e inferencial associado com introvisão aguda e rápida.

Como trabalhar a consciência cardíaca em três passos:

  1. Faça um esforço para acalmar sua mente, apenas observe emoções perturbadoras caso elas ocorram. Imagine que está respirando através do coração para ajudar a concentrar sua energia nesta área. Mantenha a concentração aí por pelo menos 10 segundos.
  2. Lembre-se de um sentimento positivo, divertido ou de alguma época boa que você teve na vida, tente revive-los.
  3. Mantenha-se assim por alguns minutos aproveitando esse momento agradável de conexão com o coração.

 

Referências:

  • Gastão Ribeiro – Texto (2009)
  • Doc Childre, Howard Martin, Donna Beech – A Solução Heatmath (2001) Cultrix
  • Ervan, Schreiber – Curar (2004) Editora Sá
  • Scaer, R. – The Body Bears the Burden: Trauma, Dissociation and Disease, Binghampton (2001) The Haworth Press

Escrito por : Bruno Ferrari – Fisioterapeuta – CRF

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Bruno Ferrari

É Fisioterapeuta (CREFITO-3/ 110979-F), formado a mais de 10 anos, com pós-graduação em Neurologia pela UNIFESP, especialização em Acumpuntura pelo CEATA, RPG e Reequilíbrio Somato Emocional (RSE) pelo Instituto Barreiros de Fisioterapia, recentemente concluiu o Doutorado em Saúde Pública pela Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales (UCES) em Buenos Aires. Bruno é também Professor universitário e palestrante nacional e internacional. Dedica-se a fazer a diferença no tratamento dos seus pacientes.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


logo2

Formada por profissionais apaixonados pelo que fazem, estamos comprometidos a buscar a melhor experiência para os nossos pacientes. O fisioterapeuta Bruno Ferrari (CREFITO-3/ 110979-F), fundador da Ferrari Fisio, dedica-se a fazer a diferença no tratamento dos seus pacientes.

Posts Recentes

Onde estamos

Rua Cláudio Soares, 72/205 Pinheiros | São Paulo/SP

Entre em contato

. . . .

Desenvolvido por MF Marketing
WhatsApp chat